- By Dulce Maria Cardoso

Campo de Sangue

  • Title: Campo de Sangue
  • Author: Dulce Maria Cardoso
  • ISBN: 9789724128207
  • Page: 386
  • Format: Hardcover
  • Campo de Sangue O homem n o sabe como gastar os dias Algu m o avisa de que o tempo um material perigoso nas m os de quem n o o sabe usar A mulher prop e se comprar o amor do marido que abandonou Afirma que tudo tem u

    O homem n o sabe como gastar os dias Algu m o avisa de que o tempo um material perigoso nas m os de quem n o o sabe usar.A mulher prop e se comprar o amor do marido que abandonou Afirma que tudo tem um pre o, apesar de nunca ter pensado que o pre o pode ser o da trai o.A m e garante que n o tem culpa de ter gerado um assassino, ningu m tem m o no futuro Tem o cora oO homem n o sabe como gastar os dias Algu m o avisa de que o tempo um material perigoso nas m os de quem n o o sabe usar.A mulher prop e se comprar o amor do marido que abandonou Afirma que tudo tem um pre o, apesar de nunca ter pensado que o pre o pode ser o da trai o.A m e garante que n o tem culpa de ter gerado um assassino, ningu m tem m o no futuro Tem o cora o t o adormecido que nem a dor e a vergonha s o capazes de o acordar.A dona da pens o quer salvar o neg cio a todo o custo, pelo que n o se importa de perder a alma S a televis o lhe valer e por ela dar gra as.Uma gr vida com cabelos louros de menina e sand lias de cabedal n o quis o filho que, alheio sua vontade, se completa, segundo a segundo, na sua barriga Dela se diz que n o tem capacidade para distinguir o bem do mal.As crian as procuram tesouros nas paredes dum pr dio que se esboroa Os velhos roubam flores para as venderem no passeio ao fim da tarde A cidade, uma teia de olhos e passos, apanha quem nela cai.E o mar sempre t o perto.A beleza pode ser um pretexto para se enlouquecer A beleza e a solid o.Mas o desespero que faz acreditar que se pode roubar o cora o de quem se ama.

    1 thought on “Campo de Sangue

    1. Primeiro livro de Dulce MC, li todos os outros e este apesar de ser o de estreia não é inferior a nenhum dos outros.A escrita é muito original, fluida, apaixonante e desesperante. Os personagens são todos gente fraca e embrulhada em si mesma, os detalhes do quotidiano são magistralmente descritos, a irrelevância das pequenas coisas elevada a símbolos de uma qualquer vida.Não me parece que haja hoje em dia melhor escritor português.

    2. Escrito de forma pouco convencional Campo de Sangue envolve o leitor de forma surpreendente. De todos os personagens do livro só um tem seu nome revelado, Eva, amante, namorada, esposa, ex-esposa, amante uma evolução surpreendente para uma personagem, uma das únicas do livro que se apresenta como uma personagem determinada que sabe o que quer e busca realizá-lo apesar de fumar de forma obsessiva e viver no falso mundo das três águas, afinal ela é do signo de peixes mesmo não acreditando [...]

    3. Samuel Beckett já afirmara em uma de suas mais famosas peças: quanto mais pleno o homem, mais vazio. O personagem central de “Campo de Sangue" parece representar muito bem a frase do dramaturgo irlandês. Um indivíduo sem nome, que não sabe como gastar seu tempo, e que se preocupa apenas em manter as aparências. Um homem “pleno” na sua interioridade, incapaz de pensar sobre a finitude ou de se incomodar com qualquer coisa que seja. Que passa os dias a inventar uma vida, fingir um dest [...]

    4. Com tudo o que de estereotipado e de preconceituoso terá esta opinião, tenho para mim que as boas escritoras, quando toca a escrever sobre as perversidades e o mal de vivre que tantas vezes conduz ao crime, não conseguem escrever como os homens - escrevem melhor! Os escritores podem arranjar maquinações, apetrechos, tramas perfeitas nunca antes pensadas mas aquela capacidade de o mal emanar de tudo o que está bem, de neste caldo de rotina, ressentimentos e aparências surgir o grão que em [...]

    5. Um homem sem nada que fazer com os dias inventa uma vida que não tem e entranha-se progressivamente na sua própria fantasia, desloca-se da realidade ao ponto extremo do incompreensível. "A beleza pode ser um pretexto para se enlouquecer. A beleza e a solidão. Mas é o desespero que faz acreditar que se pode roubar o coração de quem se ama".O vazio de uma vida pode levar à loucura sem que ninguém o perceba.

    6. A despeito das evidentes qualidades literárias, o texto peca por execessivos maneirismos, que tornam sua leitura algo tediosa. A narrativa do cotidiano de um pobre homem, que cria vidas imaginárias diante do vazio de sua própria existência é, sem dúvida, um achado literário, mas sua concretização no romance não foi das mais felizes.

    7. 3/4. Um livro bastante interessante. Ainda assim, gostei mais de O retorno e mesmo de Os meus sentimentos. Uma escritora de que vou seguir a obra.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *